Se diferenciar da concorrência é necessidade constante no atual contexto empreendedor. Não importa a área: qualquer gestor deve se manter atento a novidades e desenvolver características únicas para sua marca. No que diz respeito a rádios online, por exemplo, o sound branding figura como elemento fundamental.

Para começar a falar sobre isso, vale destacar o conceito de branding, especificamente. Esse termo consiste, sobretudo, em um conjunto de práticas voltadas à gestão de negócios. No processo de construção de credibilidade no mercado, portanto, uma web rádio não pode deixar de dar a devida relevância a essa questão.

Quando o tema é sound branding, evidentemente, esse trabalho se dá por meio de recursos sonoros. O poder do som é incrível, e muitas vezes passa desapercebidos. No texto de hoje, essa é nossa pauta. Quer ficar por dentro? A seguir, listamos os principais benefícios do sound branding. Confira!

Construção de um ambiente adequado

A experiência do consumidor precisa receber todos os cuidados possíveis por parte dos administradores. Seja no espaço virtual ou no físico, o cliente deve sair satisfeito após entrar em contato com a marca, tendo comprado alguma coisa ou não.

Hoje em dia, a relevância da disponibilização de um ambiente agradável aumentou consideravelmente. O som, nesse contexto, desempenha papel importante para ”dar vida” ao local, qualificando a atmosfera da loja.

Todos nós somos suscetíveis a músicas, certo? Então lembre-se disso: cada estilo é marcado por determinadas reações. Sendo assim, o ritmo influencia o comportamento dos visitantes da loja física ou do site.

Avaliar o perfil do público para definir playlists voltadas a ele e à imagem da marca consiste em uma prática bastante válida. Músicas leves, com caráter relaxante, ou rocks mais pesados em volume baixo, por exemplo, são alternativas interessantes.

Fortalecimento da imagem da marca

Não é proibido ser autenticamente eclético, mas é fato que delimitar um estilo específico de música ajuda na construção do reconhecimento da empresa. Por vezes, ao passar do lado de fora de uma loja ou ao acessar um portal, já identificamos quais as opções disponíveis. Criada uma reputação perante o público, essa percepção se torna natural com o tempo.

Quando falamos desse assunto, é complicado fugir de generalizações. Sucessos recentes do pop, por exemplo, levam a crer que a marca está ligada a temáticas modernas ou a produtos costumeiramente consumidos por jovens. Por outro lado, canções lentas se relacionam a produtos ou serviços ”formais”, digamos.

Redução do tempo de espera

Determinados casos impedem que a gerência da empresa atenda a todos os clientes ao mesmo tempo. Filas, então, se formam. Nesse sentido, a música cumpre função vital: fazer esse período parecer mais curto e agradável.

Aquele som de fundo distrai as pessoas e tende a potencializar um ”esquecimento” momentâneo da situação. As melodias inseridas em chamadas telefônicas são um exemplo concreto disso. Em um site, o tempo de carregamento pode ser acompanhado de uma música para ”maquiar” possíveis incômodos do usuário. Essa técnica cabe em diferentes tipos de negócio!

Conforme vimos ao longo do texto, investir no sound branding é primordial para acelerar e otimizar o processo de construção da marca. Gigantes como Oi, Vivo, Motorola e Rede Globo são famosas pelos recursos sonoros que veiculam há anos. Você certamente recordou de todos eles agora, certo?

Ter credibilidade no meio figura como preocupação de qualquer empreendedor, não importando o ramo ou o tamanho. Por isso, pense na alternativa de apostar em um som atraente e ”pegajoso”, no melhor sentido da palavra, para agradar seu público e dar mais personalidade à sua marca!

Gostou do conteúdo de hoje? Tem alguma duvida a respeito do sound branding? Quer implantar na sua rádio online? Aproveite o espaço e deixe um comentário!

Powered by Rock Convert
Bycast
Autor

Escreva um comentário