Você conhece as diferenças entre som estéreo e mono? Talvez não saiba, mas elas existem e são muito importantes para quem quer trabalhar com a difusão de áudio em uma rádio online.

Cada um desses tipos de som cumpre uma função distinta e é mais indicado para um determinado momento ou conteúdo. Conhecer tais peculiaridades pode aumentar a qualidade da sua transmissão!

Por isso, não perca tempo e continue lendo para saber o que é o som estéreo e o som mono e como usá-los nas suas transmissões!

Quais as definições de som estéreo e som mono

Para entendermos bem a diferença entre os dois tipos de som, o primeiro passo é compreender a definição deles.

O som monofônico (popularmente chamado de mono) é aquele que é captado e também reproduzido por um único canal. Isso significa que o som mono não é capaz de distinguir elementos como instrumentos (ou vozes) diversos, profundidade ou localização de origem do áudio.

Como vantagem, o som mono é reproduzido da mesma maneira em diferentes caixas de som, o que o torna ideal para grandes eventos ao ar livre, por exemplo.

Já o som estéreo consiste na gravação e reprodução com repartição espacial da fonte sonora. Ou seja, ele tenta reproduzir o som considerando que temos dois ouvidos.

Como efeito, o áudio fica com maior profundidade, mas sai dividido das caixas de som, o que o torna ideal para ambientes mais fechados.

Quais as diferenças entre som estéreo e mono

1. Canais de reprodução

A primeira (e talvez principal) diferença entre os dois tipos de som está logo na definição deles: o som mono tem apenas um canal de gravação e reprodução, enquanto o som estéreo possui dois.

Isso significa que duas caixas de som ligadas com o tipo mono reproduzirão o mesmo áudio, enquanto as mesmas caixas tocarão faixas diferentes no estéreo.

2. Distância

A divisão em canais de reprodução proporciona um efeito muito interessante no áudio estéreo. Como ele capta as fontes de som na esquerda e na direita em faixas distintas, cria-se um resultado de profundidade bastante atrativo para quem ouve.

No som mono, isso não acontece.

3. Função

O som estéreo e o mono servem para diferentes situações devido às suas características próprias.

Como é reproduzido em apenas um canal, o monofônico funciona muito bem para captar discursos, narrações ou locuções, já que sua direção monofocal ajuda a eliminar ruídos. Além disso, é o mais indicado para shows e outros grandes eventos, pois assim todas as caixas de som reproduzirão o mesmo áudio.

Já o estéreo é mais recomendado para a captação de apresentações musicais ou entrevistas, pois detecta muito bem a distância entre as pessoas. A rádio FM, por exemplo, só toca canções em estéreo desde os anos 70.

4. Efeito no som

Como já mencionado, o som mono tem menos ruídos e não faz distinção entre instrumentos ou posições na reprodução do áudio. Parece mais “plano”.

Do outro lado, o estéreo reproduz o áudio com duas faixas diversas, o que dá uma sensação de profundidade para quem ouve.

Quais exemplos de som estéreo e som mono

Se a descrição dessa duas categorias não foi o suficiente e você ainda ficou na dúvida sobre as diferenças entre som estéreo e mono, que tal conferir essa distinção na prática?

Coloque um par de fones de ouvido e ouça um vídeo com músicas tocadas em estéreo e mono para entender a diferença entre eles!

Como deu para ver, as diferenças entre som estéreo e mono são sensíveis. Para quem gosta de música e quer dar mais profundidade às canções, o primeiro é o melhor. Já para a transmissão de palestras, narrações ou discursos, o mono é o mais indicado.

Agora que você já aprendeu as particularidades entre esses dois tipos de som, compartilhe o artigo nas suas redes sociais e marque os seus amigos para que possam ler o material!

Powered by Rock Convert
Bycast
Autor

6 Comentários

  1. Avatar

    Artigo muito esclarecedor; principalmente pelo direcionamento ao vídeo.
    Parabéns!

Escreva um comentário