Com a tecnologia cada vez mais moderna, ficou muito mais fácil colocar aquele tão sonhado projeto em prática. Por exemplo: ter uma rádio on-line e encantar os ouvintes de rádio com seus conteúdos.

Por meio de um serviço de streaming, no qual os dados não ficam armazenados no dispositivo, é possível criar uma programação fantástica sem precisar de muitos equipamentos. Emissoras de rádio cheias de parafernalhas? Isso é passado!

Sabemos que o primeiro passo é sempre o mais difícil de dar, mas as etapas seguintes à criação de uma rádio on-line também não são moleza. Como fidelizar os ouvintes de rádio? Como criar conteúdo para eles? Por onde começar?

Não se preocupe, estamos aqui para ajudá-lo!

Com este guia definitivo para conquistar os ouvintes de rádio, você terá a base para fidelizar o público-alvo. Vamos juntos?

Otimize seu site para rádio on-line

Não basta apenas ter uma rádio on-line e colocá-la no ar. Para fidelizar ao máximo ouvintes de rádio, é preciso que a apresentação tenha mais que um locutor marcante.

Dessa forma, comece pela hospedagem do site. Para dar credibilidade aos ouvintes de rádio, o ideal é que você invista em uma hospedagem paga, como o WordPress. Uma vez que você adquiriu esse serviço, é possível personalizar o layout do site, inserindo fontes e logomarcas. Assim, você se destacará e será lembrado pelos ouvintes de rádio.

Pense na Netflix, por exemplo, que criou recentemente a própria fonte. Ela é exclusiva e sempre lembrada pelos usuários da plataforma. Portanto, invista no seu site!

No entanto, o trabalho não para por aí. Para garantir uma experiência completa dos ouvintes de rádio, é preciso otimizar o site para os motores de busca, como Google e Bing.

Mas o que entendemos por otimização?

Otimizar o seu site para motores de busca significa torná-lo um resultado relevante para o Google. Se a sua rádio versa sobre gastronomia, um trabalho interessante de otimização levaria em conta o que esse nicho específico está procurando. Bacana, não?

Com a otimização, o Google consegue entregar o resultado mais acurado aos ouvintes de rádio. Trata-se de uma porta de entrada para aqueles que estão realmente interessados no seu conteúdo.

Abaixo elencamos algumas técnicas interessantes de otimização para o site de sua rádio on-line:

Boas práticas de SEO

O SEO (Search Engine Optimization), ou Otimização para Motores de Busca, é uma sigla pequena, porém poderosa.

Com uma otimização bem feita, você consegue fazer com que o Google detecte que o seu site é mais relevante para determinada pesquisa e, dessa forma, melhore o ranqueamento da sua página no buscador. Ou seja, você começará a aparecer em primeiro lugar para algumas pesquisas no Google.

O principal objetivo do SEO é impulsionar o tráfego orgânico (não pago) do seu site e garantir maior visualização do seu site.

Mas como posso fazer isso?

Existem diversas práticas e técnicas de SEO, mas a primeira delas começa com uma boa busca de palavra-chave. Quando você quer saber como preparar um bolo, para onde você corre? Para o Google, é claro! Você digita um termo na caixa de busca, por exemplo, “receita bolo chocolate”, e clica nos primeiros resultados.

Segundo o Search Engine Journal, cerca de 60% dos cliques vão para os três primeiros resultados da primeira página de pesquisa. Percebe a importância de estar no topo do Google?

Para isso, você deverá procurar palavras-chave que tenham a ver com o conteúdo da sua rádio e otimizar o site para que elas apareçam quando o usuário fizer uma determinada busca. Recomendamos duas ferramentas:

  • SemRush: ferramenta paga que permite planejar palavras-chave e descobrir o desempenho de seu site no Google;
  • Planejador de palavras-chave do Google: disponível gratuitamente dentro do Google Ads, você consegue escolher as melhores palavras-chave para os ouvintes de rádio. Com ele, também é possível negativar os termos, ou seja, aqueles que não têm potencial para seu site.

Além da pesquisa de palavra-chave, outras ações podem ajudar a levar o site da sua rádio para os primeiros resultados do Google, como tornar as URLs do site amigáveis.

Sabe aquela URL terrível, cheia de números e letras maiúsculas e minúsculas? Esqueça! Elas agregam uma experiência ruim dentro do site para os ouvintes de rádio.

Uma URL amigável costuma carregar a palavra-chave após o endereço do site, pois isso ajuda o Google a detectar a relevância da página. Pense nisso quando for configurar o WordPress. Lá dentro, é possível alterar o “link permanente”, ou seja, você mesmo insere o que irá na URL. Bem mais prático, não?

E por último, mas não menos importante: tenha um site responsivo.

Um site responsivo é adaptado para funcionar bem tanto em dispositivos móveis como em computadores. Já foi comprovado, por meio de uma pesquisa da Tyton Media, que 40% dos usuários migram para outro site se o resultado no qual clicam não é amigável para dispositivos móveis. Não basta apenas um bom serviço de streaming.

Defina o público-alvo

Qualquer projeto, seja uma rádio on-line ou não, não sobrevive sem o público-alvo. É por isso que costumamos dizer que a audiência é rei!

Portanto, uma etapa muito importante para fidelizar ao máximo ouvintes de rádio é definir quem são as pessoas interessadas no seu conteúdo.

Mas como fazer isso?

Você pode criar uma persona, ou seja, uma representação fictícia do seu ouvinte ideal. Através de pesquisas e entrevistas, você pode ir definindo a idade, os interesses e até a classe social dos ouvintes de rádio.

Uma parte muito importante do processo de criação da persona é entender quais redes sociais o seu potencial ouvinte utiliza. É preciso que você saiba onde ele está. É no Instagram? Ou no Facebook?

Dessa forma, você saberá em qual rede social criar uma página. Não adianta criar perfis em diversas redes sociais se seus ouvintes de rádio não a utilizam. É tempo e suor gasto à toa.

A partir da definição da rede social na qual a sua persona está, você pode criar conteúdo incrível para ela. Já pensou em criar uma série para mostrar os bastidores das gravações do seu programa de rádio por meio das redes sociais?

Um conteúdo de rede social não deve ser uma cópia da descrição do seu programa. É preciso alimentá-la com cuidado, de acordo com o comportamento das pessoas nas redes. Outra coisa: lembre-se de que menos é mais. Os ouvintes de rádio também gostam de conteúdos rápidos e visuais. Invista neles!

Invista no planejamento de conteúdo

Agora que você já otimizou o site, colocou a rádio on-line no ar e definiu o público-alvo, chegou a hora de uma parte que definirá a fidelização de seus ouvintes de rádio: o planejamento de conteúdo.

À primeira vista planejar conteúdo parece assustador. Mas comece pelo básico: que tipo de rádio eu tenho? Isso influenciará diretamente no seu planejamento.

Se você tem uma rádio gospel, que se dedica a difundir a palavra de Deus, é preciso saber quais são os interesses desses ouvintes de rádio. Eles serão completamente diferentes daqueles que gostam de ouvir programas sobre gastronomia, por exemplo.

Depois é só alinhar o tipo de programação que você faz ao planejamento de conteúdo. Para essa etapa, é possível usar ferramentas gratuitas de organização, como o Trello, no qual é possível compartilhar conteúdo com outros integrantes do programa.

Um bom planejamento de conteúdo está sempre atento ao que os ouvintes de rádio desejam. Abaixo separamos algumas dicas para um planejamento bem feito:

Fique ligado nas datas comemorativas

A sua rádio é sobre música? Que tal criar uma pauta sobre o Dia do Músico? Pense como isso seria engajador para os ouvintes de rádio!

Por isso, fique ligado em datas comemorativas que tenham a ver com o nicho da sua rádio. Elas rendem pautas incríveis, além de possibilitar a criação de diversos programas dentro de um mesmo assunto. Uma dica é ter essas datas registradas, pois assim você saberá quando colocar esses conteúdos para funcionar.

Peça feedback aos ouvintes de rádio

Já dissemos que os ouvintes são os reis da programação, mas não custa reforçar. O feedback dos ouvintes de rádio é muito importante para saber se a direção na qual você está indo é a correta.

Planejamento de conteúdo é tentativa e erro. Às vezes você acertará, mas em outras não. E quem definirá isso serão os ouvintes.

Além disso, os ouvintes de rádio gostam de se sentir pertencentes àquela programação. Pense como um ouvinte não se sentiria se a sugestão dele não virasse uma fantástica pauta. Provavelmente muito importante!

Ao ter uma rádio on-line, lembre-se de que você está criando uma ponte. No entanto, ela só se sustenta se houver o outro lado. Por isso, cultive a ponte com os ouvintes, estimule os comentários deles em relação ao seu conteúdo.

Tenha um banco de ideias

Todo mundo já passou pelo famoso momento do papel em branco. Aquela hora em que você não consegue ter nenhuma ideia e nada faz sentido. Pois bem, é para os momentos de desespero que existe o banco de ideias. Ele é a carta coringa do seu baralho.

Nossa dica é criar um documento com um assunto principal, por exemplo, cinema. Dentro dessa categoria, você pode ir subdividindo em subcategorias, como gêneros cinematográficos. É explorar um assunto até o tacho, como se diz. Dessa forma, você terá um conteúdo rico e atemporal, pronto para ser usado quando você estiver sem tempo para planejar.

Use o Google Trends

O Google Trends é uma ferramenta gratuita que disponibiliza as tendências de buscas dos usuários desse motor de busca. Ele é dividido em categorias, e você pode visualizar o que as pessoas mais buscaram sobre determinado assunto pesquisando por mês, ano ou semana. Os dados são atualizados todos os dias.

Também é possível visualizar as tendências de pesquisa desde 2004. Assim, você consegue mensurar o que cresceu e diminuiu em termos de busca e criar sua programação em cima disso.

Use e abuse dos programas e programetes de rádio

É preciso sempre estar um passo à frente dos ouvintes de rádio, ou seja, oferecer uma experiência fantástica a eles. Uma solução para isso são os programas e programetes para rádio.

Os programas e programetes diferem quanto à duração. O programa é uma emissão de maior duração, com tema e horário definidos. Por exemplo, um programa de notícias na faixa das 21h.

Já os programetes, como o próprio sufixo sugere, são áudios de curta duração que não ultrapassam cinco minutos. Tratam-se de conteúdos curtinhos e que podem ser inseridos no intervalo entre um programa e outro.

Os programetes para rádio podem versar sobre diversos assuntos. Aqui, na Bycast, temos uma infinidade de opções de programetes para enriquecer sua programação. Um diferencial dos programetes da Bycast é que eles são atualizados diariamente no painel de controle, ou seja, é a certeza de conteúdo inédito sempre. Muita moleza, não?

Abaixo separamos algumas opções de programetes oferecidas pela Bycast:

Boa Noite Amor

Para os apaixonados, este programete é de derreter o coração. Com 1h45 min de duração, e seis blocos de 16 minutos, Boa Noite Amor conta com as músicas mais românticas do dial. Dê o play e pense no mozão!

Modão Sertanejo

Ninguém precisa mais sentir saudades dos programas de Inezita Barroso com Modão Sertanejo! Composto por canções do sertanejo raiz, traz mais de uma hora dos clássicos desse gênero musical.

Repórter Notícia

Se quiser proporcionar aos ouvintes de rádio o melhor das notícias do Brasil e do mundo, este programete é para você. Composto por blocos de um a dois minutos, você terá a melhor seleção de notícias para manter os ouvintes informados.

Minuto do Esporte

Com foco em futebol, este programete oferece os melhores drops do mundo do esporte. Com duração de um a dois minutos, é perfeito para aquele intervalo entre uma música e outra, ou entre um programa e outro!

Bastidores

Ideal para quem adora um mexerico, conta com um conteúdo sobre os bastidores da telinha quadrada, além de séries e filmes. Os blocos possuem de um a dois minutos de duração.

Boa Ideia

Naquele intervalo estratégico, que tal inserir conteúdo de qualidade voltado para donas de casa? É sobre isso que o programete Boa Ideia fala. Nada como dicas sobre casa para facilitar o dia a dia, não é?

Com tantas opções disponíveis, fica até difícil saber qual escolher, não é? Lembre-se do que dissemos acima: pense sobre o tipo de rádio que você tem.

Assim, você escolherá o programete que se encaixa como uma luva aos propósitos de seu projeto.

O horário também é um fator muito importante para o sucesso da sua web rádio. Quase sempre existe um horário de pico no qual os ouvintes de rádio mais consomem o seu conteúdo. Descubra e use ao seu favor!

Por meio do Google Analytics, que pode ser instalado dentro do seu site, é possível saber qual o horário mais acessado de determinadas páginas. Dessa forma, você terá uma noção mais clara de como e onde inserir o programete.

Invista em automação para rádio on-line

A automação para rádio on-line é um processo bastante simples e que facilita muito a vida de quem trabalha produzindo conteúdo para esse tipo de plataforma. A vida não seria mais fácil se pudéssemos simplesmente automatizar determinadas ações e nos concentrar no que realmente importa, como o planejamento?

A automação para rádio on-line faz isso!

Você pode agendar disparos de e-mail para avisar os ouvintes que determinado programa irá ao ar dentro de cinco minutos. Dessa forma, o ouvinte consegue sintonizar a rádio e não perder nenhum conteúdo!

É hora de dar tchau às longas horas montando uma playlist, pois também existe o agendamento automático de playlists. Com ele é possível agendar playlists que vão ao ar na rádio durante determinados dias da semana e sobra tempo para investir em um bom planejamento e na divulgação de seu conteúdo.

A economia também é uma grande vantagem da automação para rádio on-line. Não será necessário contratar ninguém para cuidar das playlists, uma vez que ela estarão à cargo da plataforma. Aqui, na Bycast, oferecemos esse serviço por meio de pacotes a partir de R$ 39,00. Neles estão incluídos outros serviços, como os programetes para rádio.

Invista em um áudio de qualidade

Ao contrário de vídeos, a rádio não proporciona que os ouvintes escutem a sua voz. Portanto, nada mais lógico do que investir em um áudio de qualidade. Para começar, fique atento ao som da gravação de sua web rádio. Ele é mono ou estéreo?

De um modo geral, o som mono é aquele captado, gravado e reproduzido por um único canal. Ele é reproduzido da mesma maneira nas caixas de som e é ideal para eventos de grande porte.

Já o som estéreo possui um áudio com maior profundidade e qualidade, pois capta todas as nuances da gravação, como timbres e instrumentos.

A grande revolução da música foi a possibilidade de gravar em mais de um canal, proporcionando uma experiência sonora muito rica ao ouvinte. Dependendo do tipo de conteúdo, como entrevistas ou músicas, você deverá optar pelo som mono ou estéreo.

O som mono é ideal para locuções, pois elimina ruídos. Já o estéreo é indicado para entrevistas, e até mesmo músicas.

Dessa forma, é importante pensar nessas diferenças para produzir o melhor som aos ouvintes de rádio. Lembre-se de que eles só escutam o som. Se tiverem uma experiência sonora ruim, é provável que nunca mais queiram escutar a sua rádio.

Outra dica em relação ao áudio é investir em programas de edição. Uma boa edição muda um conteúdo, tornando-o mais atraente e de acordo com a proposta do seu projeto. Abaixo elencamos alguns programas de edição de software para fidelizar ao máximo os ouvintes de rádio:

Audacity

Queridinho dos radialistas e podcasters, o Audacity oferece gratuitamente uma gama de ferramentas para melhorar o áudio, como:

  • eliminar ruídos;
  • importar áudios em diversos formatos, como MP3;
  • utilizar efeitos sonoros;
  • captar o áudio diretamente com o programa.

Além disso, ele é compatível com Windows, Linux ou Mac, ou seja, não tem como não usar! Conta com uma interface amigável, que torna a edição muito mais simples.

Sony Vegas

Hoje o Sony Vegas é um software de edição de vídeos, mas até sua versão três era apenas um software de edição e processamento de áudio.

Após ter sido comprado pela Sony Creative Software, essa realidade mudou e o Vegas se transformou no que vemos hoje.

Apesar de conter ferramentas de edição de vídeo, ele continua sendo uma boa alternativa para tratamento de áudio.

Com ele, é possível cortar e melhorar o áudio através da ferramenta ExpressFX Audio Restoration, por exemplo. Também existem outras possibilidades, como:

  • Noise Reduction: ferramenta que, ao ser aplicada, diminui o ruído. Ideal para gravações de baixa qualidade;
  • Equalização: altera as curvas de áudio para que os ouvintes de rádio possam ouvir o programa de maneira igual, sem maiores oscilações;
  • Switch de normalização: geralmente escondida no programa, basta clicar em “Switch” e depois em “Normalize” para que o áudio fique com uma curva maior, ganhando volume;
  • Aplicação de efeitos de áudio: o Audio FX, ferramenta do Vegas, ajuda a criar efeitos de áudio fantásticos, podendo aplicar-se a uma ou mais camadas de áudio;

Cutmp3

Se você detesta encher seu computador de programas de edição pesados, o Cutmp3 é para você. Com uma interface on-line, ele permite que você edite seus áudios por meio do navegador.

O serviço é gratuito, e você pode usá-lo apenas para cortar áudio se preferir. Dessa forma, você deixa a parte “pesada” para programas mais robustos, como o Audacity.

Como vimos, fidelizar ouvintes de rádio é fácil, porém requer muita paciência para colocar todas as etapas descritas acima em prática. Muitos projetos acabam sucimbindo pela vontade de fazer acontecer da noite para o dia.

Portanto, temos mais outros dois conselhos para você: não se apresse e entre em contato com a Bycast para aprimorar a fidelização de seus ouvintes de rádio. Temos a solução ideal para o seu projeto, ou negócio, e ficaremos muito felizes em ajudá-lo!

Está pronto para fazer com que a sua rádio decole feito um foguete? Então conte conosco!

Powered by Rock Convert
Bycast
Autor

Escreva um comentário